Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Potencial vacina contra coronavírus gera anticorpos suficientes para combater o vírus

PittCoVacc foi testada em ratos pelos cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh.
Correio da Manhã 2 de Abril de 2020 às 17:10
Vacinas
Vacina contra coronavírus
Vacinas
Vacina contra coronavírus
Vacinas
Vacina contra coronavírus

Uma potencial vacina contra o coronavírus desenvolvida por cientistas dos EUA produziu anticorpos capazes de combater o vírus.

De acordo com o jornal Independent, este foi o primeiro estudo desse tipo a ser realizado. A vacina, que foi testada em ratos pelos cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade de Pittsburgh, Pensilvânia, gerou os anticorpos em quantidades consideradas suficientes para "neutralizar" o vírus duas semanas após a injeção.

Com o nome de PittCoVacc, a vacina que está a ser trabalhada recorre a pedaços de proteína viral fabricados em laboratório com o objetivo de criar imunidade, da mesma maneira que uma vacina contra a gripe.

Os autores do estudo devem agora solicitar à Administração de Medicamentos e Alimentos dos EUA a aprovação de novos medicamentos em fase experimental antes da fase um dos ensaios clínicos realizada em humanos, com início previsto nos próximos meses.

Após terem conhecimento do vírus que já matou mais de 47 mil pessoas em todo o Mundo, os investigadores conseguiram agir rapidamente porque já tinham preparado as bases durante as epidemias de SARS, em 2003, e MERS, em 2014.

"Estes dois vírus, que estão relacionados com a Covid-19, ensinaram-nos que uma proteína específica, chamada de proteína de pico, é importante para induzir imunidade contra o vírus. Sabíamos exatamente onde combater esse novo vírus", disse Andrea Gambotto, professora da Faculdade de Medicina de Pittsburgh.

EUA saúde ciência e tecnologia doenças Investigação científica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)