Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Presidente do PT diz que Lula da Silva pode ser libertado antes do Natal

Lula, condenado a 12 anos e um mês por corrupção, cumpre pena desde 7 de Abril.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 10 de Dezembro de 2018 às 14:59
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann
Gleisi Hoffmann

A presidente do Partido dos Trabalhadores, PT, senadora Gleisi Hoffmann, afirmou esta segunda-feira que o ex-presidente Lula da Silva pode ser libertado da prisão ainda antes do Natal. Lula, condenado a 12 anos e um mês por corrupção, cumpre pena desde 7 de Abril na sede da Polícia Federal de Curitiba, capital do estado do Paraná.

"Temos muita esperança de que o presidente Lula seja libertado antes do Natal. Se não for, estamos a organizar um Natal com ele."-Declarou Gleisi sem entrar em detalhes.

Ela não avançou, nem quis comentar posteriormente com os jornalistas, de que forma o antigo presidente conseguiria a liberdade, depois de ter tido recusados até agora todos os recursos que interpôs em várias instâncias da justiça contra a condenação e contra a prisão, decretada pelo ex-juíz Sérgio Moro, futuro ministro da Justiça no governo de Jair Bolsonaro. Ela também não quis especificar se Lula seria libertado efectivamente ou transferido para prisão domiciliária.

Na semana passada, o julgamento de mais um recurso e pedido de liberdade de Lula, o sétimo só nesse tribunal,  foi adiado no Supremo Tribunal Federal e não tem data para ser analisado novamente. Quando já dois dos cinco juízes da Segunda Turma tinham votado contra o recurso, um terceiro magistrado, Gilmar Mendes, pediu mais tempo para analisar o processo e o caso ficou suspenso.

Quanto a passar o Natal com Lula, que tem restrição do número de visitas e não poderia receber Gleisi durante a noite, a ceia em conjunto com o antigo governante, se acontecer, será simbólica e à distância. Apesar de a senadora dizer ter esperança na libertação antes disso, apoiantes de Lula estão a organizar-se para fazerem uma ceia colectiva junto à prisão onde o ex-presidente se encontra, inclusive com equipamentos de som que permitam ao antigo chefe de Estado ouvir o grito de "Feliz Natal" dos aliados concentrados na rua.
Ver comentários