Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Presos no paraíso. A lua de mel nas Maldivas que não acaba devido à pandemia de coronavírus

Casal sul-africano deveria ter regressado a casa no dia 28, no entanto, ainda terá de esperar para ser repatriado.
6 de Abril de 2020 às 14:26
Raul e Olivia de Freitas
Raul e Olivia de Freitas
Raul e Olivia de Freitas
Raul e Olivia de Freitas
Raul e Olivia de Freitas
Raul e Olivia de Freitas

Presos no paraíso. Parece nome de filme mas é a lua de mel de Raul e Olivia de Freitas, de 28 e 27 anos, um casal sul-africano que se viu obrigado a permanecer nas Maldivas devido à pandemia de coronavírus. 

Ele trabalha num talho, ela é professora. Há muito que sonhavam com a lua de mel num resort de luxo nas Maldivas, no entanto, estavam longe de imaginar de que seriam os únicos e últimos clientes do resort de cinco estrelas no país no Oceano Índico conhecido pelas praias e paisagens que parecem um verdadeiro paraíso. 

Os voos cancelados devido à pandemia de coronavírus impediu que o casal saísse de Vaavu, nas Maldivas. A lua de mel começou no dia 22 de março e deveria ter acabado dia 28, no entanto, lá permanecem com um desconto da unidade hoteleira. 

A embaixada sul-africana já confirmou que os irá repatriar, no entanto ainda terão de esperar. As mais recentes notícias dão conta de que todos os sul-africanos nas Maldivas que desejam repatriar-se serão transferidos para outro resort de 5 estrelas e os custos serão financiados pelo governo.

Maldivas Raul Olivia de Freitas questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)