Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Príncipe herdeiro da Arábia Saudita acusado de crimes contra a humanidade em tribunal alemão

Mohammed bin Salman "aprovou e possivelmente ordenou" o homicídio de Khashoggi, de acordo com um relatório da CIA.
Correio da Manhã 2 de Março de 2021 às 12:52
Mohammed bin Salman
Mohammed bin Salman FOTO: Getty Images
O príncipe herdeiro da Arábia Saudita Mohammed bin Salman e outros altos funcionários sauditas foram acusados de crimes contra a humanidade, avança esta terça-feira o The Guardian.

A acusação foi submetida a um tribunal alemão pela organização Repórteres sem Fronteiras, e em causa está a alegada participação de Mohammed bin Salman na morte de Jamal Khashoggi entre outros crimes contra jornalistas.

O documento, com mais de 50 páginas, apresentada ao procurador público alemão em geral no tribunal federal de justiça em Karlsruhe, centra-se na perseguição "generalizada e sistemática" de jornalistas na Arábia Saudita, incluindo a detenção arbitrária de 34 jornalistas e o assassinato de Jamal Khashoggi , colunista do Washington Post.

Recorde que recentemente foi divulgado um relatório dos serviços secretos dos Estados Unidos, que dá conta de que o príncipe aprovou e provavelmente ordenou o assassinato de Khashoggi.
Arábia Saudita Mohammed Jamal Khashoggi Salman política
Ver comentários