Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam

Mulher travava uma batalha judicial pela custódia das crianças contra o ex-marido.
Correio da Manhã 28 de Outubro de 2020 às 10:21
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam
Psicóloga de 55 anos mata filhas gémeas de sete anos a tiro enquanto estas dormiam

Uma psicóloga de 55 anos matou a tiro as duas filhas gémeas de sete anos enquanto estas dormiam, no estado norte-americano de Washington, na passada sexta-feira. A mulher suicidou-se de seguida, de acordo com as autoridades locais.

A polícia descobriu os corpos de Michele Deegan e das crianças na tarde seguinte, depois de um alerta dado por um vizinho. De acordo com o jornal Daily Mail, Michele estava a braços com uma disputa em tribunal pela custódia das filhas com o ex-marido, com o qual tinha um processo por violência doméstica.

A mulher, que trabalhava como psicoterapeuta, apresentava-se no seu ‘site’ profissional com o objetivo de ensinar aos seus clientes "novas formas de lidar com os problemas, comportamentos e atitudes saudáveis, habilidades de comunicação para conviver com as famílias, parceiros e colegas de trabalho".

No dia da tragédia, a norte-americana partilhou várias publicações e artigos sobre parentalidade e sobre como as pessoas que lidam de perto com narcisitas podem cometer suícidio, na sua página de Facebook.

Amigos de Michelle revelaram que a mulher travava uma batalha contra um distúrbio mental após ter ficado falida depois do divórcio.

Michele Deegan Washington questões sociais crime lei e justiça psicóloga
Ver comentários