Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Queda de avião no Irão mata dezenas de pessoas

Avião partiu de Teerão e despenhou-se numa zona montanhosa a 22 km do destino.
Francisco J. Gonçalves 19 de Fevereiro de 2018 às 01:30
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
Familiares dos 65 ocupantes do avião aguardam confirmação da tragédia mas já perderam a esperança de um milagre
A queda de um avião numa zona montanhosa do Irão terá matado ontem todos os 65 ocupantes. O avião da companhia aérea iraniana Aseman Airlines fazia um voo interno e despenhou-se quando atravessava o Monte Dena numa zona próxima de Semiron, na província de Isfahan, a cerca de 22 km do destino.

O aparelho, um ATR 72-500 de turboélice, fazia a ligação entre Teerão e Yasuj e terá desaparecido dos radares cerca de 50 minutos depois de descolar da capital iraniana.

As autoridades anunciaram a morte de todos os ocupantes do aparelho, mas corrigiram depois ante a impossibilidade de localizar os destroços do avião, que transportava 59 passageiros e seis tripulantes. O avião acidentado tinha 25 anos e terá caído quando tentava fazer uma aterragem de emergência.

As buscas pelos destroços foram interrompidas ontem devido ao mau tempo no local onde o avião se despenhou, por motivos ainda por determinar.

Enquanto familiares dos passageiros se juntavam no aeroporto de Yasuj o presidente Hassan Rohani e o líder supremo do Irão, ayatollah Ali Khamenei, transmitiam condolências pelo que pode ser um dos mais mortíferos acidentes aéreos no país.

PORMENORES 
2017 o ano mais seguro
O passado ano foi o mais seguro de sempre na aviação comercial, não havendo registo de vítimas fatais.

Os mais graves do país
A queda de um Tupolev, em 2009, matou 168 pessoas, o mais trágico acidente aéreo no Irão. Em 2011 a queda de um Boeing fez 78 mortos.

Tragédias de 2016
O ano de 2016 foi dos mais seguros na aviação, mas ficou marcado por tragédias como a do voo da LaMia que em novembro matou 71 pessoas, incluindo quase toda a equipa do Chapecoense.
ATR Irão Teerão Isfahan Aseman Airlines Monte Dena Semiron Ali Khamenei Yasuj Hassan Rohani Tupolev LaMia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)