Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Reeleição de Bolsonaro seria a "destruição do Brasil ", diz ex-candidato presidencial

Guilherme Boulos considera que brasileiros vão "lutar com todas as forças" contra reeleição do atual presidente.
Lusa 17 de Outubro de 2021 às 09:50
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil
Jair Bolsonaro, presidente do Brasil FOTO: REUTERS/Ueslei Marcelino/File Photo
O ex-candidato presidencial brasileiro Guilherme Boulos considera que a reeleição do atual Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, nas presidenciais marcadas para outubro de 2022 seria a "destruição" o país e da democracia.

"Uma eventual reeleição do Bolsonaro, que acredito firmemente não vai acontecer, seria a destruição do Brasil. Seria a destruição da democracia brasileira seja pelo expediente das eleições contínuas ou mesmo pela continuidade da militarização do Estado, que ele tem feito desde o primeiro dia de Governo. Se reeleito, ele teria mais força, teria uma certa legitimação social para tocar este projeto. Isto seria devastador", afirmou Boulos, em entrevista à Lusa.

"Sem contar o que [sua] política económica representa, seria um cenário de caos, de catástrofe social no Brasil, que nós já começamos a viver. Temos 19 milhões de pessoas com fome num país que alimenta a China, parte da Europa e os Estados Unidos. A reeleição do Bolsonaro seria a pior catástrofe à democracia brasileira e nós vamos lutar com todas as forças contra isto", acrescentou o político brasileiro.

Brasil Jair Bolsonaro Guilherme Boulos política eleições
Ver comentários