Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Reino Unido admite segundo confinamento após aumento de casos de Covid-19

Número de casos positivos diários tem vindo a aumentar rapidamente e britânicos já temem medidas mais apertadas.
Correio da Manhã 18 de Setembro de 2020 às 09:34
Matt Hancock
Matt Hancock FOTO: John Sibley
O Secretário de Estado de Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, admitiu esta sexta-feira que o governo britânico pode impor um segundo confinamento nacional para travar contágios de Covid-19 no país como "último recurso". 
Hancock recusou-se a dizer quão perto está o Reino Unido de uma nova onda de restrições, mas admitiu que o governo "fará o necessário para manter as pessoas seguras". 

"A primeira linha de defesa é que todos sigam o distanciamento social (...), o sistema de rastreamento de contatos, que está a funcionar muito bem, é a segunda linha de defesa. Depois disso, os bloqueios locais", assumiu.

"A última linha de defesa é uma ação nacional total e não quero ver isso, mas faremos o que for necessário para manter as pessoas seguras numa pandemia muito difícil", justificou, garantindo que essa é uma decisão que o executivo quer evitar. 

O número de contágios diários no país tem vindo a aumentar diariamente, à semelhança do que está a acontecer em todo o mundo com a pandemia a acelerar. 
Reino Unido Covid-19 Matt Hancock política
Ver comentários