Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Republicanos têm maioria para avançar

Mitt Romney afunda esperanças democratas ao anunciar que vai votar a favor do juiz escolhido por Trump para o Supremo Tribunal.
Ricardo Ramos 23 de Setembro de 2020 às 08:37
Mitt Romney afunda esperanças democratas ao anunciar que vai votar a favor do juiz escolhido por Trump para o Supremo Tribunal.
Mitt Romney afunda esperanças democratas ao anunciar que vai votar a favor do juiz escolhido por Trump para o Supremo Tribunal. FOTO: brendan mcdermid/reuters
Os republicanos garantiram esta terça-feira os votos necessários para aprovar o candidato escolhido pelo presidente Donald Trump para suceder à juíza Ruth Bader Ginsburg no Supremo Tribunal, abrindo caminho à realização da votação antes das Presidenciais de novembro.

Trump prometeu anunciar o nome do sucessor no final da semana, após as cerimónias fúnebres de Ginsburg, que faleceu sexta-feira aos 87 anos. Tanto o presidente como os republicanos querem selar a nomeação do substituto - que o presidente diz que será uma mulher - antes das eleições de novembro. Os republicanos têm uma maioria de 53-47 no Senado, mas dois senadores do partido, Lisa Murkowski e Susan Collins, anunciaram que vão votar contra a nomeação por considerarem que a decisão deve ser tomada pelo próximo presidente.

Os democratas contavam que o senador Mitt Romney, um proeminente crítico de Trump que votou a favor da destituição do presidente em janeiro, se juntasse às duas senadoras dissidentes, somando assim um total de três votos negativos nas hostes republicanas e empatando a contenda, mas Romney anunciou ontem que votará a favor da escolha de Trump, garantindo desta forma uma maioria de 51-49 e assegurando que o sucessor de Ginsburg será aprovado antes das eleições.
Ver comentários