Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Restrições na região de Madrid devido à Covid-19 afetam mais de um milhão de pessoas

Conselheiro-adjunto regional da Saúde anunciou medidas e insistiu para que madrilenos evitem "deslocações desnecessários".
Lusa 25 de Setembro de 2020 às 12:08
Coronavírus em Madrid, Espanha
Coronavírus em Madrid, Espanha FOTO: Getty Images
O Governo regional de Madrid decidiu hoje alargar a mais 167.381 pessoas (oito zonas sanitárias) as medidas que atualmente já restringem a mobilidade de mais de 850.000 habitantes para impedir a propagação da pandemia de covid-19.

O conselheiro-adjunto regional da Saúde Pública, Antonio Zapatero, anunciou as medidas e insistiu para que todos os madrilenos, mesmo os que não estão dentro das 45 zonas sanitárias em que há restrições à circulação de pessoas, passem a "evitar todas as deslocações desnecessários".

A partir de segunda-feira, as atuais 37 zonas sanitárias na área metropolitana de Madrid passam a ser 45 com restrições à mobilidade dos cidadãos: não é permitida a entrada ou saída, exceto para ter acesso a bens essenciais ou ir trabalhar, a lotação nos espaços fechados é reduzida para 50% e os estabelecimentos comerciais e hoteleiros devem fechar às 22:00.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Madrid Covid-19 questões sociais economia negócios e finanças coronavírus pandemia
Ver comentários