Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Rússia tenta roubar vacinas contra o novo coronavírus

Cientistas e laboratórios foram alvo de hackers.
Ricardo Ramos 17 de Julho de 2020 às 08:47
Piratas informáticos atacaram cientistas, farmacêuticas e universidades
Piratas informáticos atacaram cientistas, farmacêuticas e universidades FOTO: EPA
Hackers russos ligados ao Kremlin estão a tentar roubar informações sobre vacinas contra a Covid-19 que se encontram a ser desenvolvidas por vários países, denunciaram ontem o Reino Unido, os EUA e a Austrália.

De acordo com o Centro Nacional de Cibersegurança do Reino Unido, pelo menos 19 centros de investigação sofreram ataques informáticos nos últimos meses. Os alvos incluem cientistas, empresas farmacêuticas e universidades ligados à pesquisa de uma vacina contra o novo coronavírus.

Os ataques, levados a cabo por intermédio de phishing ou malware, foram atribuídos a hackers do grupo APT29, também conhecido como ‘Cozy Bear’, ligado aos serviços de informações russos. Trata-se do mesmo grupo que esteve por detrás do roubo de milhares de ficheiros do Partido Democrata dos EUA antes das eleições de 2016.

O governo russo nega qualquer envolvimento. 


pormenores

Resultados “promissores”
Os testes clínicos da vacina da Universidade de Oxford produziram “resultados promissores”, ao desencadearem a desejada resposta imunitária nos cerca de mil voluntários. Ensaios vão agora ser alargados.

Zero casos em Malta
Malta completou ontem a primeira semana sem novos casos de coronavírus desde o início da pandemia. A última infeção foi registada no dia 9 de julho.

Governador infetado
O governador do estado norte-americano de Oklahoma, Kevin Stitt, revelou que está infetado com Covid-19. O político republicano esteve presente no comício do presidente Trump em Tulsa, há três semanas.

Economia chinesa cresce
A China tornou-se no primeiro grande país a retomar o crescimento económico desde o início da pandemia. O país passou de uma contração de 6,8% no trimestre anterior para um crescimento inesperado de 3,2%.

Espanha homenageia vítimas da pandemia
A Família Real espanhola presidiu ontem a uma homenagem de Estado às vítimas da pandemia e aos profissionais de saúde que combatem o novo coronavírus, numa cerimónia solene que decorreu no Palácio Real em Madrid perante cerca de 400 convidados. O rei Felipe VI apelou à união e sublinhou que a dor dos familiares das vítimas era partilhada por todo os espanhóis. n

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários