Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Saiba quais são os 'miminhos' deixados pelas crianças de todo o mundo ao Pai Natal

Da Alemanha até à China, passando pela Rússia e pelos EUA: percorra connosco o globo e descubra as iguarias preparadas pelos mais novos.
Correio da Manhã 24 de Dezembro de 2019 às 16:18
Saiba quais são os miminhos deixados pelas crianças de todo o mundo ao Pai Natal
Saiba quais são os miminhos deixados pelas crianças de todo o mundo ao Pai Natal FOTO: Getty Images
Chegámos à altura mais aguardada do ano pelos mais pequenos. Em muitas casas é hábito as crianças deixarem pequenos lanches para o Pai Natal.

Desde o pudim de arroz na Dinamarca, ao pão de folhas na Islândia, passando pelas tangerinas em Itália, percorra connosco o globo e descubra as iguarias locais que estão à espera do Pai Natal. 

Dinamarca:

Na Dinamarca o "velhinho das barbas brancas" é conhecido como "Julemanden" e é recebido com uma tigela de pudim de arroz designada "risengrod". O povo dinamarquês deixa ainda um café para "ajudar" nas entregas à volta do mundo.

Chile:

Na América do Sul, mais propriamente no Chile, a tradição manda deixar uma fatia de uma espécie de pão chamada "pan de pascua" ao Pai Natal, apelidado de "Viejo Pascuero" (Natal do Velho).

Argentina:
Já os argentinos ficam preocupados com o facto do Pai Natal não conseguir descer a chaminé, por isso não deixam nenhum lanche. A atenção vai para as renas, que recebem água e feno.

China:
Na China o Pai Natal é conhecido por "Sheng dan lao ren". Na véspera de Natal, apelidada pelos chineses de Noite Pacífica, não resta comida ou bebida. Em vez disso, as pessoas trocam maçãs porque em Mandarim a palavra maçã rima com paz.

Rússia: 
No caso da Rússia, que celebra o Natal apenas a 7 de janeiro, a tradição manda que se deixe um shot generoso de vodka para o Pai Natal. Aqui o "velho das barbas brancas" é conhecido como Ded Moroz e o seu trenó é puxado por três cavalos brancos em vez das tradicionais renas.

Islândia:
Viajamos agora até ao meio do Atlântico, mais propriamente até à Islândia. Na terra do gelo o Natal dura 26 dias e existem 13 Pai Natais diferentes, chamados de Yule Lads, que trazem muitos presentes às crianças.
Como forma de agradecimento, os mais pequenos brindam a figura do Natal com o "laufabrauð", um "pão de folhas" com sabor a bolacha crocante.
 
Hungria:
As famílias húngaras não oferecem nada à sua versão do Pai Natal, o Mikulás.
Em vez disso, é a vez de ele deixar doces e pequenos presentes nas 'botinhas' das crianças, penduradas nas janelas.

Itália:
Já as crianças italianas oferecem um copo de vinho e tangerinas ao Baba Natale. No entanto, a maioria dos presentes em Itália vem da La Befana, uma bruxa que distribui as prendas na noite de 5 de janeiro, a propósito da Festa da Epifania.

Espanha:
Em Espanha o Pai Natal perde importância perante a figura dos Três Reis Magos (Los Reyes Magos, em espanhol), que deixam presentes no sapatinho das crianças a 6 de janeiro, data em que os Reis deram presentes a Jesus.

Alemanha:
Na Alemanha as crianças oferecem postais e frases decoradas que enchem o coração do "Weihnachtsmann" (Pai Natal, em alemão).

Suíça:
A 25 de dezembro a tradição na Suíça dita que se ofereça ao Pai Natal um copo de vinho quente e alguns poemas.

Estados Unidos da América:
A tradição norte-americana é uma das mais conhecidas à volta do mundo, não fosse ela retratada nos filmes de Hollywood. O lanche para o Pai Natal consiste num copo de leite e num prato de bolachas.

Austrália:
O Natal na Austrália é vivido no verão, por isso, em muitas casas é habitual deixar uma lata de cerveja gelada para o Pai Natal, além de uma fatia de bolo de frutas e biscoitos.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)