Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Sánchez recusa deixar a liderança do PSOE

Secretário-geral diz que tem legitimidade para continuar apesar da demissão de mais de metade dos membros do Comité Federal.
Ricardo Ramos 30 de Setembro de 2016 às 14:20
Pedro Sanchez está a travar um braço de ferro com contestatários do PSOE
Pedro Sanchez está a travar um braço de ferro com contestatários do PSOE FOTO: Reuters
O líder do PSOE, Pedro Sánchez, ignorou a demissão de mais de metade dos membros do Comité Federal do partido, que deveria ter precipitado a sua própria demissão, e garantiu que continua em funções, num tenso braço de ferro que ameaça extremar ainda mais as posições no partido.

De acordo com os estatutos, a demissão de metade dos membros do Comité Federal provocaria a queda de toda a cúpula partidária, incluindo o secretário-geral. Nesse sentido, na quarta-feira, 17 membros do Comité apresentaram a demissão, mas o líder socialista ignorou o ato e garantiu que permanece em funções e que vai liderar, no sábado, a reunião do que resta do Comité Federal para convocar eleições primárias em outubro e um congresso extraordinário em novembro, um mês antes do que tinha anunciado no início da semana.

Os demissionários dizem, no entanto, que Sánchez já não tem qualquer autoridade no partido e que o PSOE é agora dirigido, de acordo com os estatutos, por uma comissão gestora liderada pela presidente da Mesa do Comité Federal, Verónica Pérez. "Neste momento, a única autoridade que existe no PSOE sou eu, quer eles gostem ou não", disse Pérez. Face à relutância de Sánchez em abandonar o cargo, Pérez quer que a Comissão de Ética do partido se pronuncie sobre a interpretação dos estatutos que levou à demissão do Comité Federal. O problema é que a presidente da referida Comissão, María Jesús Montero, que é apoiante de Sanchéz, recusa atender o telefone ou receber os contestatários, o que levou os três vogais da Comissão - todos críticos de Sánchez - a ameaçarem publicar hoje um parecer independente à revelia da presidente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)