Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Sete desaparecidos nos Himalaias após avalanche

Autoridades procuram por quatro sul-coreanos e três nepaleses.
Lusa 18 de Janeiro de 2020 às 17:27
Annapurna
Annapurna FOTO: Getty Images
Quatro sul-coreanos e três nepaleses foram dados como desaparecidos na sequência de uma avalanche que atingiu grupos de caminhantes no maciço de Annapurna, um dos mais altos cumes dos Himalaias, anunciaram este sábado as autoridades nepalesas.

A avalanche aconteceu a uma altitude de cerca de 3.200 metros, próximo de um acampamento de base para subir ao cume de Annapurna, depois de fortes nevões na sexta-feira.

"Fomos informados que não há contacto com quatro sul-coreanos e três nepaleses após a avalanche. Uma equipa de socorro foi enviada ao local ontem [sexta-feira] à noite", disse à AFP Mira Dhakal, responsável do Ministério do Turismo nepalês.

Seis dos desaparecidos pertencem a um grupo de ‘trekking’ (caminhantes) enquanto o sétimo desaparecido é um carregador nepalês que trabalha para outro grupo de caminhantes.

Cerca de 200 pessoas que se encontravam na zona afetada pela avalancha, assim como em outras rotas de ‘trekking’, foram socorridas depois de uma melhoria das condições atmosféricas permitiu aos helicópteros aceder ao local.

Os quatro sul-coreanos estão integrados num grupo de onze pessoas, todos cidadãos da Coreia do Sul. Os restantes sete elementos do grupo estão a salvo.

Na Coreia do Sul, responsáveis do setor da educação adiantaram que os quatro desaparecidos fazem parte de uma equipa de professores voluntários que trabalham com crianças no Nepal.

A montanha de Annapurna é particularmente sujeita a avalanchas e tecnicamente difícil, refere a AFP, que acrescenta que a taxa de mortalidade nesta montanha é superior à do Evereste, o cume mais alto do mundo, também nos Himalaias.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)