Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

“Sinto-me óptimo”: Trump discursa rouco na 1.ª aparição pública desde que ficou doente com Covid-19

Uso de máscara foi pedido a apoiantes do presidente dos EUA, mas a maioria não cumpriu medida de prevenção.
Correio da Manhã 10 de Outubro de 2020 às 19:30
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19
Trump discursou para algumas centenas de apoiantes pela primeira vez após ficar doente com Covid-19

Donald Trump falou na varanda da Casa Branca para algumas centenas de apoiantes em Washington, este sábado, naquela que marca a primeira aparição pública do presidente norte-americano desde que ficou doente com Covid-19. Donald Trump estará ainda contagioso. "Sinto-me ótimo", começou por dizer Trump que, no entanto, não conseguiu disfarçar alguma rouquidão.

O uso de máscara foi aconselhado aos convidados para os jardins da Casa Branca, mas certo é que muitos optaram por não usar o equipamento de proteção contra a transmissão do novo coronavírus. O próprio presidente não usou máscara durante o discurso.

Trump referiu-se ao "vírus da China" e apelou ao voto "para correr com os Democratas". O presidente não poupou críticas ao adversário, Joe Biden, acusando os democratas de quererem reduzir o número de polícias necessários para apoiar as comunidades afro-americanas, pondo-as "em perigo". Acusando as políticas democratas de serem "comunistas", afirmou que apenas ele vai apoiar as comunidades afro-americana e latino-americana se for reeleito.

Donald Trump afastou a hipótese de novo confinamento nos EUA, num altura em que o país já ultrapassa as 210 mil mortes devido à Covid-19, consideranto que medidas deste tipo "não são científicas".

Donald Trump Covid-19 Casa Branca Washington política governo (sistema)
Ver comentários