Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Supremo dá cinco dias a Moro para testemunhar sobre acusações a Bolsonaro

Em causa estão as acusações ao Presidente do Brasil aquando da sua saída do Governo.
Lusa 1 de Maio de 2020 às 07:48
Antigo ministro da justiça Sérgio Moro
Antigo ministro da justiça Sérgio Moro FOTO: EPA
O juiz Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu esta sexta-feira um prazo de cinco dias para o ex-ministro da Justiça Sergio Moro testemunhar perante a Polícia Federal sobre as acusações ao Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro.

"Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), relator do Inquérito (INQ) 4831, determinou a intimação do ex-ministro Sérgio Moro, para que seja ouvido pela Polícia Federal com relação ao pronunciamento ocorrido no dia 24 deste mês, quando anunciou a sua saída do Governo e fez acusações ao Presidente da República, Jair Bolsonaro", lê-se num comunicado divulgado pelo STF.

Na quinta-feira, recordou o STF, parlamentares pediram a intimação imediata do ex-ministro Sergio Moro. Por essa razão, "Celso de Mello considerou as razões de urgência apresentadas pelos parlamentares, tendo em vista a crise política que, segundo os congressistas, resulta em prejuízos para o combate às concomitantes crises na saúde e na economia".

Ver comentários