Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Suspeito de raptar Maddie alterou caravana e disse: "É grande o suficiente para esconder uma criança"

Brueckner queria isolar-se da sociedade e passar despercebido.
Marta Ferreira 30 de Julho de 2020 às 09:44
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
VW de Christian Brueckner
VW de Christian Brueckner
VW de Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
VW de Christian Brueckner
VW de Christian Brueckner
VW de Christian Brueckner
Christian Brueckner
Christian Brueckner é o novo suspeito do rapto de Maddie
VW de Christian Brueckner
VW de Christian Brueckner
VW de Christian Brueckner
Christian Brueckner
A polícia alemã terminou esta quarta-feira à noite as buscas por pistas sobre Madeleine McCann numa horta onde Christian Brueckner possuia um barracão com uma cave escondida e ilegal em Hannover, Alemanha. 

Ao que se sabe, segundo avança a comunicação social britânica e alemã, as autoridades recolheram alguns vestígios que provinham da cave secreta que permaneceu no solo após a demolição do barracão em 2008 e levaram-nos para laboratório a fim de os analisar. A polícia terá ainda visitado uma garagem onde se acredita que Brueckner possa ter trabalhado e modificado, durante alguns anos, a sua caravana.

Dein Ghafoury, dono da garagem em Linden, Hannover, onde Brueckner tinha uma casa, revelou que as autoridades estiveram naquele local onde o alemão passava horas a trabalhar na sua caravana durante "meses e meses" em 2012. 

Brueckner terá dito, alegadamente, a um condutor de uma ambulância que a sua caravana, uma Allegro Bay, comprada em 2010 era "grande o suficiente para esconder uma criança". 

Mas a teia de novas informações sobre este alemão continua a crescer à medida que as autoridades se aproximam dos locais onde viveu Brueckner. 

O jornal britânico Mirror avançou esta quinta-feira que o suspeito alemão se queria esconder da sociedade naquele barracão onde terá mesmo vivido.

Wolfgang Kossack, um popular que mora perto da horta onde Brueckner tinha o barracão, revelou pormenores de como o alemão queria isolar o barracão. 

"É possível que ele estivesse a tentar passar despercebido e esconder-se da sociedade", afirma. "Ele estava a viver ali, a horta com a cave secreta era algo que ele queria isolar", acrescenta ainda o homem de 73 anos. 

Segundo este homem, Brueckner terá ainda comprado esferovite e Kossack questiona: "Se ele não podia ali viver no inverno, para que é que precisava de tanta esferovite?". 

A certa altura, Brueckner não regressou mais àquele barracão e este acabou demolido e a horta deixada em ruínas, porém a estrutura da cave manteve-se intocada, segundo conta Wolfgang ao Mirror. 

Apesar do suspeito não ser apreciado pela comunidade, o seu jeito para reparos valeu-lhe a permissão para ali permanecer enquanto quisesse, conta o popular.

Outro popular, Jurgen Kavadka, afirma que Brueckner chegou ao local em 2010 e que acabou por ser expulso pelas autoridades. Terá conseguido alugar aquele barracão após conhecer o dono do mesmo num festival em Hannover e este ter "descoberto que ele [Brueckner] era sem-abrigo", conta Kavadka.

As autoridades escavaram u
m buraco de 10 metros e cimento e outros vestígios foram removidos.
Ver comentários