Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Suspeito do caso Madeleine foi expulso de Portugal por crimes sexuais

Entre 1999 e 2017 Christian Brueckner cumpriu pena de prisão.
Correio da Manhã 4 de Julho de 2020 às 17:15
Christian Brueckner
Christian Brueckner FOTO: DR

O suspeito do desaparecimento de Madeleine McCann, Christian Brueckner, foi expulso duas vezes de Portugal por crimes sexuais a menores. Mas o agressor não foi colocado no registo de criminosos do País.

Em 1999 e em 2017 Christian Brueckner estava em Portugal e foi extraditado para a Alemanha para cumprir pena de prisão por abusar sexualmente de menores e possuir material de pornografia infantil.

Segundo a imprensa britânica, o agressor regressava a Portugal com frequência e em 2007, ano em que Maddie desapareceu, foi apanhado a expor-se sexualmente num parque infantil a 30 minutos da praia da Luz (onde a menina foi vista pela última vez).

Na altura do desaparecimento de Maddie, Christian não constava na lista de predadores sexuais que viviam no Algarve e apenas em 2017 foi dado como suspeito do desaparecimento da menina de três anos.

Após um apelo num programa de televisão alemão, as autoridades receberam várias pistas sobre um número de telemóvel português que a polícia está agora a investigar, assim como contas bancárias. A polícia alemã acredita que a menina está morta e que já não se trata de um desaparecimento mas sim de um homicídio.

Portugal Maddie Alemanha questões sociais crime crimes sexuais desaparecidos crianças crime lei e justiça
Ver comentários