Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Televisão estatal chinesa não difundiu jogos inaugurais da nova temporada da NBA

Em causa está o atrito entre o Governo chinês e a liga norte-americana de basquetebol, suscitado por um comentário de apoio aos protestos em Hong Kong.
Lusa 23 de Outubro de 2019 às 09:39
O alto tribunal do país determinou que as autoridades em Jinan reabrissem o processo
O alto tribunal do país determinou que as autoridades em Jinan reabrissem o processo FOTO: Getty Images
A televisão estatal chinesa CCTV não difundiu os jogos inaugurais da 74ª temporada da NBA, após o atrito entre o Governo chinês e a liga norte-americana de basquetebol, suscitado por um comentário de apoio aos protestos em Hong Kong.

O grupo de tecnologia chinês Tencent, que faz transmissão 'online', reduziu a programação prevista e difundiu apenas a partida entre os Staples Center Los Angeles Lakers e os Clippers.

A decisão surge após a polémica iniciada por uma mensagem difundida na rede social Twitter, que está bloqueada na China, pelo diretor-geral dos Houston Rockets, Daryl Morey.

No início do mês, Morey escreveu "Luta pela liberdade. Força Hong Kong", ecoando uma máxima das manifestações antigovernamentais que se prolongam há cinco meses na região semiautónoma chinesa.

Inicialmente as medidas de retaliação atingiram apenas os Houston Rockets, com vários parceiros comerciais chineses a suspenderam os seus negócios com o clube e a venda de equipamento dos Rockets a ser retirada das lojas.

Mas o Governo chinês voltou-se para toda a liga após o comissário da NBA Adam Silver ter defendido a "liberdade de expressão política" de Daryl Morey.

Silver apoiou também o direito à liberdade de expressão de Joe Tsai, proprietário do clube Nets e cofundador do grupo de tecnologia chinês Alibaba, que afirmou que Morey apoiou um "movimento separatista".

O comissário da NBA disse ainda que a decisão da liga de pedir desculpas aos adeptos na China "não é inconsistente em apoiar o direito de alguém a ter o seu ponto de vista".

A NBA tentou inicialmente distanciar-se do incidente através de uma declaração em inglês em que classificou como "lamentável" a mensagem difundida por Morey.

Num comentário difundido este fim de semana, a CCTV disse que Adam Silver "pagará mais cedo ou mais tarde", após este ter revelado, na semana passada, que as autoridades chinesas deixaram claro que queriam que Morey fosse afastado do seu cargo.

O Governo chinês negou a alegação de Silver.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)