Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Tem um amigo ou familiar infetado com coronavírus? Saiba como agir

Mundo enfrenta pandemia global devido ao novo vírus de Covid-19.
Correio da Manhã 12 de Março de 2020 às 10:07
Coronavírus em Portugal
Máscaras de proteção contra o coronavírus em Lisboa
Coronavírus em Portugal
Máscaras de proteção contra o coronavírus em Lisboa
Coronavírus em Portugal
Máscaras de proteção contra o coronavírus em Lisboa
Numa altura em que o Mundo enfrenta uma pandemia global devido ao surto do novo Covid-19, são várias as recomendações por parte de organizações mundiais para prevenir o contágio do coronavírus.

Mas o que fazer caso algum familiar ou amigo próximo contrair a infeção? Quais são as medidas que deve adotar? O jornal El País reuniu um conjunto de cuidados a ter no caso de ter de lidar com um caso de infetado por coronavírus.

Assim, no caso de dividir casa com um infetado, é recomendável que este tenha um quarto só para si, de preferência com uma janela que tenha acesso à rua para manter uma boa ventilação. Partilhar a mesma casa de banho não é aconselhável, e caso seja possível, deve evitar o convívio com a pessoa doente, mantendo pelo menos um metro de distância. Caso contrário, o infetado deve utilizar uma máscara e lavar as mãos com água e sabão ou com uma solução desinfetante, e só depois partilhar a mesma divisão, nem que seja por breves segundos.

A limpeza diária da casa onde se encontra o doente de coronavírus é essencial para garantir que não contrai a doença. A pessoa responsável pela mesma deve usar máscaras e luvas e conferir uma atenção especial aos locais onde o doente possa ter tocado com as mãos: maçanetas, mesas, interruptores, torneiras e telefones.

A loiça e os utensílios de cozinha devem ser lavados com intensidade, de preferência numa máquina de lavar a 60º. A roupa do paciente deve ser lavada separadamente com um detergente comum a uma temperatura entre os 60º e os 90º. Para limpar o chão, o ideal é que se misture lixívia com água em percentagens iguais, ou seja 50/50.

Quanto ao lixo produzido pelo paciente, aconselha-se o uso de utensílios de limpeza descartáveis e o isolamento dos resíduos num saco de plástico, que deverá ser totalmente selado. No final, a pessoa responsável pelo tratamento dos resíduos deve deitar fora as luvas e as máscaras utilizadas durante o processo.
Mundo Covid-19 saúde doenças política questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)