Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Trump diz que EUA estão “a recuperar” da “terrível praga da China” em mensagem do Dia da Independência

Presidente norte-americano mostrou-se otimista com o futuro do país.
Pedro Zagacho Gonçalves 5 de Julho de 2020 às 10:00
Donald Trump
Donald Trump FOTO: Reuters

Depois de ter sido criticado por, na abertura das celebrações do Dia da Independência, ter feito pouca ou nenhuma referência à pandemia do coronavírus, que nos EUA bateu o recorde de infetados precisamente nesse dia, Donald Trump ‘redimiu-se’ na mensagem oficial que deixou aos norte-americanos no feriado do 4 de julho.

Num discurso optimista, Donald Trump declarou que o país "esta a recuperar e vai voltar maior do que alguma vez foi" depois da pandemia de Covid-19, que o presidente dos EUA descreveu como "a terrível praga da China"

"A Melania e eu queremos desejar a todos no nosso grande país um 4 de julho muito, muito feliz. É um dia que celebra muitas coisas, mas mais do que qualquer uma, celebra a liberdade."

Trump afirmou que "há quatro meses" o país "batia recordes na taxa de desemprego, na taxa de emprego, na bolsa" e no crescimento da economia. "Estávamos melhor do que qualquer país alguma vez esteve na História", defendeu.

"Estamos perto de ultrapassar. O nosso país está a voltar, os números de emprego são fantásticos, há muita coisa a acontecer que as pessoas ainda não veem, mas vão ver nos próximos meses", anunciou, sem no entanto revelar o que os cidadãos norte-americanos podem esperar para os próximos tempos, numa altura em que a pandemia de coronavírus no país não dá mostras de abrandar.

"Estamos a caminho de uma vitória tremenda, que vai acontecer e vai acontecer em grande. O nosso país vai ser maior do que nunca", finalizou Donald Trump na mensagem deixada.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)