Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

União Europeia diz que expulsão de embaixadora apenas aumenta isolamento da Venezuela

Diplomata portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa, foi declarada 'persona non grata'.
Lusa 24 de Fevereiro de 2021 às 17:17
Isabel Brilhante Pedrosa
Isabel Brilhante Pedrosa FOTO: EPA
A União Europeia (UE) "lamenta profundamente" a decisão do Governo venezuelano de dar 72 horas à sua embaixadora em Caracas para abandonar o país, observando que tal "apenas conduzirá a um maior isolamento internacional da Venezuela".

Numa declaração à Lusa após o anúncio de Caracas de que a embaixadora da UE, a diplomata portuguesa Isabel Brilhante Pedrosa, foi declarada 'persona non grata', um porta-voz comunitário disse que a UE exorta as autoridades venezuelanas a "reverter esta decisão", notando que a mesma prejudica "diretamente" os esforços no sentido de, através do diálogo, ser encontrada uma saída para a crise atual.

"A Venezuela só ultrapassará a sua crise atual através da negociação e do diálogo, com o qual a UE está plenamente comprometida, mas que esta decisão prejudica diretamente", complementodu o mesmo porta-voz.

Caracas Governo UE Venezuela União Europeia política diplomacia migrações
Ver comentários