Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Vacina contra a Covid-19 pode obrigar a matar meio milhão de tubarões

Algumas vacinas que estão a ser desenvolvidas em todo o mundo, contra o novo coronavírus, são feitas com esqualeno, um óleo natural produzido pelo fígado dos tubarões.
Correio da Manhã 27 de Setembro de 2020 às 20:01
Tubarões
Tubarões FOTO: Getty Images

O esqualeno, um óleo produzido pelo fígado dos tubarões, está a ser utilizado no desenvolvimento das vacinas contra a Covid-19. Shark Alliens, uma associação que protege a espécie explica que se cada pessoa no mundo receber uma dose da vacina contra o novo coronavírus, que contenha o óleo de fígado, será necessário matar 250 mil tubarões. Se cada pessoa precisar de duas doses, como alguns cientistas falam, então estaríamos a falar na morte de meio milhão desses animais.

Atualmente o produto é utilizado em várias vacinas, suplementos alimentares e produtos de cosmética. É o caso da farmacêutica GlaxoSmithKline que, segundo a SkyNews, usa o esqualeno em vacinas contra a gripe e em maio disse que iria fabricar um bilião de doses desse produto em vacinas contra a Covid-19.

A diretora da Shark Allies, Stefanie Brendl, disse à SkyNews, que há demasiadas incógnitas sobre o tempo que esta pandemia irá durar e a quantidade de vacinas que serão necessárias "e que se continuarmos a usar tubarões, o número da espécie capturada para este produto pode ser muito alto, ano após ano. Colher algo de um animal selvagem nunca será sustentável, especialmente se for um predador de topo que não se reproduz em grandes números."

Os cientistas estão agora a testar uma alternativa ao esqualeno. Essa opção passa por uma versão sintética feita através de cana-de-açucar fermentada.

Ver comentários