Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Vacina contra a Covid-19 pode vir a ser distribuída em janeiro

Haverá mais do que uma vacina disponível em 2021. Vai demorar pelo menos um ano para vacinar os europeus.
Maria Vaz 15 de Novembro de 2020 às 10:43
Vacina
Vacina FOTO: EPA
O diretor da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), Guido Rasi, anunciou que a organização está a ponderar dar um parecer positivo a uma primeira vacina contra a Covid-19 “até ao final do ano”, para que esteja pronta para distribuição já “a partir de janeiro”. A EMA confirmou que já recebeu os primeiros dados clínicos da farmacêutica Pfizer e os dados pré-clínicos da Astrazeneca.

Numa entrevista ao jornal italiano ‘Il Sole 24 Ore’, Rasi avançou que em princípio haverá “mais de uma vacina em 2021, até seis ou sete”, mas que no início “não será para todos”. Guido Rasi acrescentou que a distribuição da vacina vai começar “pelas classes mais expostas, como os idosos e os profissionais de saúde, tentando bloquear as pontes de transmissão”.

O diretor da EMA diz que é necessário vacinar “mais de metade” da população europeia para que se consiga assistir “a um declínio da pandemia”, o que, segundo a agência europeia, exigirá “pelo menos 500 milhões de doses na Europa” e “pelo menos um ano” para que se consiga vacinar todos.

PANDEMIA PELO MUNDO
Restaurantes contestam ordem de fecho
O Sindicato da Indústria da Hotelaria francês anunciou que vai recorrer para a Justiça do encerramento de restaurantes, bares e cafés devido ao confinamento obrigatório. O Governo justificou o encerramento por razões sanitárias, no entanto a organização afirma que o executivo não forneceu dados suficientes que demonstrem que haja mais infeções nos restaurantes do que em refeitórios coletivos, locais que têm continuado a funcionar.

14 detidos em protesto contra o confinamento
Pelo menos 14 pessoas foram detidas durante uma manifestação contra o confinamento em Bristol, no Reino Unido. Cerca de 200 pessoas marcharam até ao centro da cidade em protesto. As autoridades britânicas já tinham anunciado que agiriam caso o evento fosse para a frente. A polícia avançou que as câmaras corporais dos polícias podem vir a ser usadas para identificar e multar as pessoas que violarem as regras de confinamento.

22 mil milhões
O Governo alemão está a planear pagar 22 mil milhões de euros em ajudas a empresas e trabalhadores autónomos, entre janeiro e junho de 2021, devido ao impacto que a Covid-19 está a provocar na economia do país. Separadamente, o executivo acionou outro pacote de ajudas a empresas de 14 mil milhões de euros.

Novo confinamento
O chanceler austríaco, Sebastian Kurz, anunciou um novo confinamento nacional no país a partir de terça-feira e até dia 6 de dezembro, numa tentativa de controlar o aumento de infeções por Covid-19. As lojas não essenciais vão encerrar e as pessoas devem trabalhar de casa sempre que possível, acrescentou Kurz.

Fogo de artifício
O Governo holandês vai proibir a venda e uso da maioria dos fogos de artifício no Ano Novo de forma a aliviar os hospitais, visto que a véspera da Passagem de Ano é um dos dias mais movimentados para os hospitais.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários