Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Vacinas contra a Covid-19 não afetam a fertilidade

Ao contrário da vacinação, homens que tenham sido infetados com a Covid-19 há menos de 60 dias registam infertilidade temporária.
25 de Janeiro de 2022 às 11:12
Bebé
Bebé FOTO: Getty Images
Um estudo americano veio tranquilizar todos os que tinham preocupações sobre fertilidade após a toma da vacina contra a Covid-19. De acordo com o relatório publicado pelo American Journal of Epidemiology, a vacinação não afeta de nenhuma forma a fertilidade, tanto de homens como de mulheres.

"Os resultados dão garantias de que a vacinação para casais que procuram a gravidez não parece prejudicar a fertilidade", assegurou Diana Bianchi, diretora do Instituto Nacional de Saúde Infantil e Desenvolvimento Humano Eunice Kennedy Shriver, que pertence ao National Institute of Health, a entidade que financiou o estudo em causa.

Ainda assim, o homem pode ter uma infertilidade temporária após ter sido infetado com o vírus, tendo em conta que foi registada uma diminuição de 18% da probabilidade da gravidez acontecer nos casos em que o homem tinha estado com Covid-19 nos 60 dias anteriores. Nos casos em que a infeção aconteceu antes desses 60 dias não foi encontrada nenhuma alteração. 

Para a realização do estudo foram analisados mais de 2 mil casais dos Estados Unidos da América.
Covid-19 American Journal of Epidemiology saúde planeamento familiar família fertilidade gravidez
Ver comentários