Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Velas, flores e vídeochamada: homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida

Shona, de 41 anos, está hospitalizada devido ao facto de ter uma gravidez de risco. Não pode receber visitas devido à pandemia.
Correio da Manhã 22 de Maio de 2020 às 17:43
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Homem prepara jantares românticos à janela de hospital onde está mulher grávida
Shona Moeller, de 41 anos, está grávida de 28 semanas e passou o último mês e meio hospitalizada num hospital de Chicago, nos EUA, enquanto espera pela chegada do seu primeiro filho.

Tal não foi o seu espanto, quando num dos dias, olhou para o exterior da janela do hospital e viu o marido, Robert Conling sentado numa cadeira junto a uma mesa decorada com flores e velas.

O homem, que não tem permissão para visitar a mulher no hospital devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19, decidiu montar um cenário romântico para que a mulher se sentisse bem e a viver um período normal. A ideia já dura há uma semana e toda as noites a proeza se repete.

Robert encomenda comida no restaurante favorito do casal e faz com que a mulher possa usufruir dessa mesma refeição no seu quarto enquanto fazem uma vídeochamada.

Shona garante que a primeira vez que presenciou o gesto do marido se sentiu nas nuvens. "Neste momento em que eu estou siznha, todos os gestos são enormes e doces. Senti como se ele tivesse viajado pelo mundo para me ver", contou à ABC NEWS.

A futura mamã e professora teve uma gravidez normal até às 20 semanas quando a bolsa das águas se rompeu prematuramente. Passou três semanas em casa a descasar mas acabou por ter de ser interanda quando completou as 23 semanas de gravidez. Desde então que ficou internada de modo a garantir que o bebé nasça saudável.
Shona Moeller Robert Conling Chicago EUA questões sociais política interesse humano pessoas autoridades locais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)