Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Vendaval inesperado pode estar na origem da tragédia no festival Medusa em Espanha

Fortes rajadas de vento causaram o desabamento do palco e da entrada do recinto, que caíram sobre os participantes.
Correio da Manhã 13 de Agosto de 2022 às 19:00
Festival Medusa
Festival Medusa FOTO: Reuters

Um homem de 22 anos morreu e outras cinco pessoas estão hospitalizadas com fraturas ósseas após tragédia durante o festival Medusa, que se realizou este fim de semana em Cullera, Valência. Mais de 40 pessoas ficaram feridas após a queda de uma parte do palco principal e da estrutura da entrada do festival de música.

O ferido mais grave é uma jovem de 19 anos com uma fratura na coluna vertebral, que está internada na Unidade de Cuidados Intensivos do Hospital La Ribera, em Alzira, segundo informou a ministra da Justiça e do Interior, Gabriela Bravo, ao jornal El Mundo. Além desta vítima, outras quatro estão internadas com fraturas.

O festival foi entretanto cancelado pela organização. As primeiras investigações afirmam que a causa da tragédia poderá ser um inesperado fenómeno meteorológico, mas a Unidade Orgânica da Polícia Judiciária da Guarda Civil continua a investigar o caso. 

"Foram rajadas inesperadas e muito fortes que atingiram todo o festival, foi muito rápido, mas muito intenso", confirmou o capitão-chefe da companhia de Sueca, Valência, José Vicente Ruiz García, que destacou a rápida evacuação das mais de 50 mil pessoas presentes no festival em apenas 40 minutos.

Em Cullera, Valência, formou-se às quatro da manhã uma forte tempestade seca que provocou ventos de até 90 km/h e as temperaturas dispararam até aos 41 graus. Em apenas alguns minutos, tudo voou. 

Cullera Espanha Medusa Valência acidentes e desastres
Ver comentários