Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Viajantes que partirem de Portugal precisam de registo para visitar a Galiza

Portugal é considerado de risco por causa da Covid-19.
Ana Isabel Fonseca 29 de Julho de 2020 às 08:46
Muxía é uma vila pesqueira na costa norte da Galiza, em Espanha
Muxía é uma vila pesqueira na costa norte da Galiza, em Espanha FOTO: Getty Images
Todos os viajantes que partirem de Portugal em direção à Galiza, em Espanha, terão de fazer um registo obrigatório num período máximo de 24 horas, de forma a comunicarem todos os seus dados pessoais às autoridades de saúde. A informação consta da página oficial da Junta da Galiza, que coloca Portugal numa lista de países considerados como sendo de risco devido aos casos de Covid-19.

"Todos os viajantes que cheguem à Galiza, após permanecerem no período de 14 dias anteriores em territórios que possuam uma incidência epidemiológica 3,5 vezes superior à da Galiza, devem comunicar os seus dados de contacto às autoridades sanitárias, independentemente de serem residentes na nossa comunidade", diz o comunicado. 


No mesmo documento, a Junta da Galiza diz que o objetivo passa por fazer um diagnóstico precoce de qualquer infeção por coronavírus. Os dados podem ser comunicados por telefone ou através de um formulário disponível na página da Junta. Devem informar em que países estiveram nos 14 dias anteriores, até quando irão ficar na Galiza, qual será o local da estadia e fornecer outros dados pessoais.

Esta medida estende-se a dezenas de países de continentes com a Ásia e a Europa. Também visitantes das comunidades autónomas espanholas de Aragão, Catalunha, Navarra, País Basco e La Rioja terão de fazer este registo. A lista será atualizada a cada 15 dias.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros avançou que está já a tentar obter informações e esclarecimentos sobre os fundamentos desta decisão.

PORMENORES
Cidade de quarentena
Durante os próximos 15 dias nenhum avião, comboio, autocarro, táxi ou barco vai poder entrar ou sair de Danang, a terceira maior cidade do Vietname, depois de ter sido detetado um terceiro foco de Covid-19.

Espanhóis com medo
Quase um terço dos espanhóis não usa transportes públicos por medo da Covid-19 e metade da população deixou de ir a eventos culturais e de praticar desporto em áreas fechadas.

Corredor aéreo abre
A partir de 1 de agosto, Portugal e Cabo Verde vão abrir um corredor aéreo para voos essenciais. Contudo, será obrigatória a realização de testes à Covid-19 nos dois sentidos dos voos.

Recuperação lenta
A Associação Internacional de Transporte Aéreo piorou ontem as previsões sobre recuperação do tráfego aéreo, prevendo agora que só se atinjam em 2024 os níveis anteriores à Covid-19, devido a uma "recuperação mais lenta do que o esperado".

Emprego em risco
A imposição de quarentenas entre países europeus pela Covid-19, como as do Reino Unido ou da Noruega a viajantes provenientes de Espanha e Portugal, entre outros, coloca em risco até perto de 200 milhões de empregos este ano a nível global, foi ontem anunciado.
Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)