Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Bolsonaro tropeça e cai em inauguração de hospital de campanha no Brasil

Incidente aconteceu na cidade de Águas Lindas de Goiás, depois do presidente brasileiro sair de helicóptero.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 5 de Junho de 2020 às 15:35
A carregar o vídeo ...
Bolsonaro cai.mp4

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, sofreu esta sexta-feira uma queda aparatosa mas aparentemente sem consequências ao inaugurar um hospital de campanha destinado a doentes com Coronavírus na cidade de Águas Lindas de Goiás, no estado de Goiás, vizinho à capital federal, Brasília. O governante conseguiu amparar-se e evitar bater com todo o corpo no chão, o que poderia ter tido consequências mais graves.

Bolsonaro chegou de helicóptero ao terreno onde foi construído o hospital, cercado por uma área de terra e alguma lama, e sofreu a queda alguns metros depois de ter entrado na unidade de saúde. Tendo aparentemente escorregado ou tropeçado numa mangueira, o presidente caiu para o lado direito e chegou a bater com o joelho desse lado no chão, mas com a mão do mesmo lado conseguiu evitar a queda total, amparando o corpo com ela.

Levantando-se no mesmo instante, Bolsonaro, de 65 anos e que se gaba de ter um corpo de atleta, sossegou todos os que estavam em redor e se assustaram com a cena, garantindo não se ter magoado. Depois de ter limpo as mãos às próprias calças, ele retomou a visita, no que foi a segunda inauguração ao mesmo hospital.

Há quarenta dias, Bolsonaro já tinha inaugurado o hospital de campanha de Águas Lindas de Goiás, construído numa parceria entre o governo central e o governo goiano. Alguns desencontros entre o governo Bolsonaro e o governo de Goiás, comandado pelo governador Ronaldo Caiado, que era aliado do presidente mas rompeu com ele por, como médico, não concordar com a postura negacionista do chefe de Estado em relação ao Coronavírus, provocaram sucessivos atrasos nas obras.

 Com capacidade prevista para 200 camas, o hospital foi inaugurado esta sexta-feira com apenas 60. O governo central vai continuar a financiar a estrutura física da unidade de saúde, enquanto o governo de Goiás pagará os funcionários e os equipamentos necessários ao seu funcionamento.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)