Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Senador brasileiro baleado ao tentar furar bloqueio de polícias com retroescavadora

Cid Gomes continua internado numa Unidade de Tratamento Intensivo, UTI, do Hospital do Coração de Sobral.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 20 de Fevereiro de 2020 às 12:12
Senador brasileiro baleado ao tentar furar bloqueio de polícias com retroescavadora
Senador brasileiro baleado ao tentar furar bloqueio de polícias com retroescavadora FOTO: Direitos Reservados

Um senador brasileiro, Cid Gomes, foi gravemente ferido a tiro no final da tarde desta quarta-feira em Sobral, no interior do estado do Ceará, ao usar uma retroescavadora para furar um bloqueio de polícias amotinados num quarter daquela cidade.

Esta quinta-feira, Cid continuava internado numa Unidade de Tratamento Intensivo, UTI, do Hospital do Coração de Sobral, mas a família garante que ele não corre risco de morrer em função dos ferimentos.

Um boletim médico revelou que o senador, que é natural de Sobral, onde começou a sua carreira política e tem a sua principal base eleitoral, foi atingido por dois tiros. Um atingiu-o numa clavícula e o outro, bem mais grave, atingiu-o no lado esquerdo do peito, perto do coração, mas não atingiu este órgão e sim o pulmão.

Cid Gomes estava em Fortaleza, a capital do Ceará, quando soube do agravamento da crise da greve da Polícia Militar, que reclama aumento de ordenados e outros benefícios, e decidiu viajar para Sobral e tentar pôr fim ao conflito na sua cidade. Só que os seus esforços de negociação com os grevistas que formavam um cordão de isolamento em redor do 3. Batalhão da Polícia Militar da cidade foram infrutíferos e o senador, que já foi governador do estado, decidiu acabar com o bloqueio pela força.

Entrando numa retroescavadora, ele avançou com a pesada máquina contra a multidão que cercava o quartel, formada por polícias, mulheres e até filhos deles. Antes que atingisse gravemente alguém, do meio da multidão começaram a ouvir-se disparos de armas de fogo, os vidros da retroescavadora foram estilhaçados e o senador atingido.

Imagens feitas no local mostraram Cid Gomes a ser retirado da máquina com a camisa cheia de sangue na altura do peito e a ser levado para um hospital de urgência. Cid, que é irmão do ex-candidato à presidência do Brasil Ciro Gomes, foi depois transferido para o Hospital do Coração, onde continuava esta quinta-feira sem previsão de alta.

A greve da Polícia Militar, que é parcial, começou na passada sexta-feira e até esta quinta não houve acordo entre os grevistas e o governo regional. A parte que defende a greve tem tomado atitudes violentas, parando carros da polícia que saem para trabalhar e esvaziando os pneus ou vandalizando os veículos e ameaçando os agentes que insistem em ir para as ruas cumprir a sua missão, e homens com os rostos cobertos por capuzes, supostamente líderes sindicais dos polícias em greve, têm invadido e tomado o controlo de quartéis.

Na manhã desta quinta-feira, agentes da Força Nacional foram enviados para o Ceará pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para reforçarem a segurança no estado. Está previsto para o final do dia o envio de novos reforços e outras medidas poderão ser tomadas se a situação fugir do controlo.
Ver comentários