Barra Cofina

Correio da Manhã

Opinião
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

Bilhete Postal

A eliminação frente a um Liverpool em poupanças marca o arranque da próxima época.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 14 de Abril de 2022 às 00:33
O dia do Orçamento do Estado, que trouxe o fim das ilusões sobre o regresso da austeridade, por mais que o Governo o negue, fica também marcado por uma grande noite de futebol.

E como a vida dos clubes grandes tem fortes implicações coletivas, olhemos para o estado do Benfica que sai do fracasso de ontem à noite, em Liverpool. O pior sintoma sobre a vida atual do clube é verificar, nos diretos da CMTV, que no final os adeptos estavam contentes com um jogo que significou, não só a eliminação da prova, como o fecho de um ano em que as águias não ganharam nada.

A eliminação frente a um Liverpool em poupanças marca o arranque da próxima época. Uma época em que o novo presidente, Rui Costa, pode iniciar a consolidação do seu projeto, sobretudo se impuser um treinador estrangeiro, mas em que terá cada vez menos margem de manobra para errar.
Liverpool Governo desporto futebol
Ver comentários
}