Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Acácio Pereira

Não-ministra

Competências para ser ministro não são entregues em kit.

Acácio Pereira 8 de Junho de 2015 às 00:30
Não se nasce ministro, nem as competências para tal procedem do instinto e, muito menos, são entregues num kit na tomada de posse.
Ser ministro implica decidir assertivamente, gerir conflitos, conseguir equilíbrios e, sobretudo, gerar compromissos válidos que produzam efeito na esfera dos administrados e, sobretudo, na esfera coletiva. Um ministro serve, essencialmente, para gerar valor. Para deixar as coisas melhor do que estavam, atendendo a todos os interesses em causa, incluindo naturalmente os das finanças públicas.
Para fazer isso é preciso ter qualidades políticas: só isso, aliás, dará o peso necessário para conseguir que as coisas andem para a frente, favorecendo o bem comum. Mas é isso que, infelizmente, a ministra Anabela Rodrigues já demonstrou não conseguir.
Como não consegue, nem corresponde aos ditames da ministra das Finanças, nem governa bem a segurança do país, deixando Portugal exposto a ameaças terríveis por falta de meios, nomeadamente nas fronteiras. Ou seja, é o contrário do que deveria ser. É uma não-ministra.
Ver comentários