Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
5
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Alfredo Leite

Errância de Trump rende votos

Críticas ouvidas no exterior não enfraquecem bases do presidente.

Alfredo Leite(alfredoleite@cmjornal.pt) 7 de Junho de 2020 às 00:33
Era previsível a inconsequência da ameaça feita por Donald Trump de enviar o exército para as ruas dos EUA e assim travar as manifestações contra a morte de George Floyd.

A vontade do presidente poderia não ser ilegal, mas a concretizar-se reunia os condimentos para abrir um conflito sem precedentes com os governadores estaduais de consequências imprevisíveis.

Felizmente para o Mundo, os generais têm uma noção mais razoável do Estado de Direito e cedo se demarcaram do presidente. Colocar a tropa na rua contra cidadãos é só mais uma deriva de Trump a juntar à errática condução da luta contra a Covid-19 ou às ordens executivas no limite da legalidade constitucional.

A meia dúzia de meses das eleições não se pense, contudo, que as críticas a Trump ouvidas no exterior refletem menos apoio entre a sua base eleitoral.

O apontar sistemático de inimigos externos parece ser o trunfo que o presidente precisa para mobilizar os seus apoiantes irredutíveis numa América cada vez mais polarizada e sem uma figura forte entre os democratas capaz de enfrentar Donald Trump.
Donald Trump EUA George Floyd política eleições eleições presidenciais
Ver comentários