Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Alfredo Leite

Vencedora no Facebook

Estudo analisou redes sociais dos candidatos e Cristas lidera.

Alfredo Leite(alfredoleite@cmjornal.pt) 20 de Setembro de 2017 às 00:31
Se a vitória nas urnas se decidisse em função da interação no Facebook – e factos recentes já mostraram bem o impacto desta rede social em resultados eleitorais –, Assunção Cristas seria a próxima presidente da Câmara de Lisboa. A líder centrista é, de todas as principais candidaturas à autarquia da capital, a mais relevante naquela rede social.

Os dados constam de um estudo realizado por uma ‘startup’ liderada por Sergio Denicoli, investigador do Centro de Estudos em Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho. O relatório, que analisou as duas primeiras semanas deste mês, concluiu que cada um dos mais de 75 mil seguidores (à data) de Cristas realizaram uma média de 2,5 interações (reação, partilha ou comentário) por utilizador. Este valor deixa a concorrência à distância. O socialista Fernando Medina é o segundo classificado nesta métrica e Teresa Leal Coelho, do PSD, é a última.

O estudo universitário observa que "Assunção Cristas é a única que compartilha seguidores com todos os demais candidatos" embora seja com Fernando Medina que ela tem "maior proximidade". Quer isto dizer que Cristas e Medina "possuem um grande número de seguidores em comum". O que "pode indicar que estão a disputar a atenção da mesma fatia de eleitores".

A relevância de Cristas no Facebook não é obra do acaso. Ela entende na perfeição as suas dinâmicas: responde aos seguidores, multiplica vídeos na página, realiza sessões de ‘Facebook live’ onde dá respostas aos eleitores. E, no momento certo, pisca o olho à direita que a apoia, envolvendo os filhos na campanha.

Só que ‘posts’ ternurentos (ainda) não ganham eleições autárquicas.
Ver comentários