Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Armando Esteves Pereira

Porno na Banca

A Caixa será obrigada a dispensar milhares de trabalhadores.

Armando Esteves Pereira(armandoestevespereira@cmjornal.pt) 19 de Junho de 2016 às 00:31
O que se sabe da lista de crédito incobrável da Banca, dos destroços do império do Espírito Santo, à lista da Caixa Geral de Depósitos é pornográfico, e não estou a falar do crédito de um milhão do BCP concedido à produtora de filmes para adultos que está a tentar evitar a falência.

São várias as questões sensíveis no setor financeiro. Da queda acentuada das ações do BCP ao Novo Banco, ou a capitalização da Caixa.

O processo do banco público, que há quem queira manter no segredo dos gabinetes, porque entendem que faz mal ao povo saber os desmandos que os banqueiros fizeram, por conta própria, ou a pedido dos governantes que os nomearam, é mais um triste episódio. Não serão apenas os contribuintes a pagar o reforço de capital da Caixa. Certamente que as autoridades europeias que se vão pronunciar sobre o aumento de capital vão exigir a redução de milhares de trabalhadores. Podem usar eufemismos e evitar a palavra despedimentos, mas os bancários é que vão pagar os erros dos banqueiros.

Perigo de rating
A decisão sobre sanções foi adiada. Mas Portugal precisa de acertar as contas. Pior do que as sanções da UE é o risco de o País perder o rating que mantém aberta a torneira do crédito fácil e barato do BCE.
Ver comentários