Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Bruno Figueiredo

Terra bendita

O Governo tem de olhar para a asae como instrumento ao serviço da economia.

Bruno Figueiredo 25 de Julho de 2016 às 00:58
Decorreu na cidade do Porto, no passado fim de semana, a 3ª edição do ‘Vinho Verde Wine Fest’. O vinho voltou a trazer o turismo à cidade.

A marca ‘Portugal’ tem-se afirmado notavelmente no mercado dos vinhos. Somamos medalhas e prémios, quais atletas de alta competição. Muito devemos à vinha e à terra bendita que a alimenta. O investimento na qualidade e na promoção dos nossos vinhos tem dinamizado as regiões produtoras, abrindo-as ao mundo e ao turismo. As quintas onde outrora apenas habitava Baco são hoje palácios de charme destinados ao turismo vitivinícola.

É necessário proteger esta riqueza nacional da vinha e do vinho, pois o parasita não se alimenta da fome, mas sim da fartura.

Sem controlo, a produção vinícola pode tornar-se um chamariz para usurpadores e falsificadores, fazendo ruir todo esse mundo alicerçado nas raízes da vinha. Compete à ASAE zelar pelo cumprimento da disciplina aplicável aos produtos vitivinícolas. As violações a essa disciplina são autênticos crimes contra a economia e, mais do que nunca, urge protegê-la. O Governo tem de olhar para a ASAE como um instrumento ao serviço da economia. Dar- -lhe uma orientação séria… E investir nela…
Vinho Verde Wine Fest Portugal ASAE Governo
Ver comentários