Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Anjos

Vergonha nacional

Os grandes devedores do BES continuam a viver faustosamente.

Carlos Anjos 20 de Janeiro de 2017 às 01:45
O BES é a grande vergonha nacional, maior porque ninguém vai preso. Agora, os candidatos à compra do Novo Banco (NB) exigem garantia do Estado para cobrir esses créditos, que consideram de alto risco.

Até os ditos créditos bons, afinal, não são grande coisa. Se as perdas se agravarem lá vem novo aumento de impostos, ou vai-se o subsídio de férias ou de Natal para ajudar o défice. E lá vêm dizer que cada português deve ao estrangeiro milhares de euros. Eu, de cada vez que pedi um empréstimo, paguei-o com juros e correção monetária.

Segundo a imprensa, entre os grandes devedores do NB, com dívidas de 6,6 mil milhões, encontram-se, entre outras, as empresas de José de Mello, Luís Filipe Vieira, Joe Berardo, Vasco Pereira Coutinho, Nuno Vasconcellos e José Guilherme, o tal que ofereceu uma prenda de 14 milhões de euros a Ricardo Salgado.

Como é possível continuarem a viver faustosamente, enquanto aqueles que têm pago os empréstimos que eles sacaram limitam-se a sobreviver dia a dia?
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)