Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Anjos

Claques

É necessário que os bons se indignem, para não deixar os maus medrarem.

Carlos Anjos 26 de Junho de 2020 às 00:30
Enquanto sócio do Sporting, não posso deixar de manifestar o meu maior apreço pelos membros do Conselho Fiscal e Disciplinar do clube. Num ato digno de relevo, anunciaram a expulsão de 26 sócios e a suspensão de quatro, no seguimento do ataque a Alcochete. É sempre uma dor quando algum sócio é expulso, já que é difícil expulsar o amor ao clube de alguém.

Lembro-me de, naquele dia fatídico, ter dito que aquelas pessoas não podiam fazer parte de um clube onde eu estivesse. Uma decisão justa mas que dói, e dói-me mais, porque um dos agora castigados é filho de grandes amigos meus e de quem gosto muito. Mas naquele dia, ultrapassaram o risco da decência. Neste mesmo dia, numa operação da PSP foram detidos sete elementos da claque No Name Boys, por suspeita de atacarem um elemento da Juventude Leonina e por suspeitas de serem os autores de outros crimes graves e violentos.

Cheira-me que, nos próximos tempos, vamos assistir à detenção de outros desta claque, por terem atacado à pedrada o autocarro e os jogadores do seu clube. Espero que o Benfica faça o que o Sporting fez. Colabore com a Justiça e depois, findos os processos, corra com estes indivíduos de sócios do clube.

É necessário que os bons se indignem, para não deixar os maus medrarem.
Sporting Conselho Fiscal e Disciplinar Alcochete desporto futebol
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)