Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Anjos

'Base Mike'

Não há heróis. O herói é a DCCB, é a Polícia Judiciária.

Carlos Anjos 8 de Maio de 2015 às 00:30
Acabei de ler o livro ‘Base Mike’. Este era o termo pelo qual era conhecida, entre os operacionais da PJ, a Direção Central de Combate ao Banditismo (DCCB). O livro foi escrito sem preciosismos estéticos ou literários por dois investigadores criminais, João Paulo Ventura e Rui Dias, e pretende dar a conhecer 32 anos da história daquela Unidade.

Sou suspeito para falar dos autores, principalmente do Rui Dias, pela estima e a amizade que a ele me ligam. Para mim, os amigos não têm defeitos. Mas fiquei deliciado com o livro. Os autores escolheram aqueles casos, poderiam ter escolhido muitos outros, mas a reserva de algumas investigações, mesmo passado tanto tempo, impede a sua publicação. Aborda o Banditismo e o Terrorismo, as duas áreas de competência da Unidade. O mérito dos autores foi escreverem um livro que, homenageando todos os que ali serviram a causa pública, homenageia o Departamento. Naquela Unidade, como na PJ, o resultado final é sempre maior do que a soma do valor das pessoas que ali trabalham. Não há heróis. O Herói é a DCCB, é a PJ.
Base Mike Polícia Judiciária Direção Central de Combate ao Banditismo João Paulo Ventura Rui Dias
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)