Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Anjos

O caso do aeroporto

O que se passou atrevo-me a dizer que vai obrigatoriamente voltar a acontecer.

Carlos Anjos 8 de Agosto de 2016 às 01:56
Vivemos numa sociedade de risco. A última década do séc. XX já anunciava isso, situação que se materializou de forma muito concreta neste início do novo século. O desenvolvimento das tecnologias da informação, como a ligação progressiva de todos os nossos dispositivos à Internet, vieram facilitar-nos a vida, mas, ao mesmo tempo, tornaram-nos mais vulneráveis a novas formas de intrusão. O risco da nossa vivência social aumentou exponencialmente. A tudo isto veio juntar-se o terrorismo.

Os perigos são, pois, enormes e a ameaça está muito presente, principalmente no espaço europeu.

Tudo isto para comentar o que se passou recentemente no aeroporto de Lisboa. Sabemos, hoje, que cinco homens embarcaram em Argel, capital da Argélia, num voo TAP, operado por uma outra companhia, com destino a Cabo Verde, com trânsito em Lisboa. A primeira dúvida, se houvesse uma análise de risco relativamente aos passageiros de um determinado voo, era a seguinte: o que vão fazer cinco indivíduos com idades entre os 20 e os 23 anos a Cabo Verde. Como sabemos, férias na praia não é um dos passatempos preferidos dos muçulmanos em geral e dos argelinos em particular. Mas ninguém colocou essa questão. O voo aterrou e quatro destes indivíduos colocaram-se em fuga, em direção à pista, atravessando-a mesmo. Nada foi feito ao acaso. Mas uma pista de um importante aeroporto europeu encerrada 34 minutos é muito tempo.

É verdade que houve uma falha de segurança. É, pois, necessário estar mais atento, mas o que se passou já ocorreu outras vezes, não foi por isso nada de novo, e atrevo-me a dizer que vai obrigatoriamente voltar a acontecer. Não podemos entrar em transe ou numa espiral de loucura à procura do erro e da falha, devendo antes ter a noção que temos de aprender, limitar erros, ter mais atenção, sabendo que é impossível eliminar totalmente estas situações.
Argel Argélia TAP Cabo Verde economia negócios e finanças política questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)