Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

A falha informática

Se a culpa não pode morrer solteira, a fuga ao Fisco também não.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 2 de Março de 2017 às 00:31
Porque será que em Portugal as grandes falhas do sistema tendem sempre para uma explicação bizarra?

A galeria dos culpados notáveis vai da senhora da limpeza ao contabilista do Espírito Santo, e tem agora novo protagonista. Trata-se do sistema informático do Fisco.

Disse o secretário de Estado no Parlamento que uma falha informática deixou sem fiscalização 20 declarações, que, por azar, correspondiam a 10 mil milhões transferidos para offshores.

Se Núncio é o cordeiro de sacrifício político, falta agora saber se alguém lucrou com esta falha informática. Essa é a questão central para os portugueses. Se a culpa não pode morrer solteira, a fuga ao Fisco também não.
Portugal Espírito Santo Fisco secretário de Estado Parlamento Núncio economia negócios e finanças
Ver comentários