Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

A lição de Bob Dylan

A atribuição do Nobel da Literatura a Bob Dylan transformou-se numa sátira perfeita à degradação dos valores culturais.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 17 de Novembro de 2016 às 01:47
A atribuição do Nobel da Literatura a Bob Dylan transformou-se numa sátira perfeita à degradação dos valores culturais. Para o bem ou para o mal, a escolha anual do Nobel é das poucas armas que restam para a promoção da leitura na sociedade moderna.

Galardoar um músico é uma cedência ao populismo que abraça o ocidente, e reduz a quase nada um dos últimos focos de resistência contra a incultura.

A recusa de Dylan em estar presente na cerimónia em Estocolmo é uma lição do cantor americano aos supostos sábios suecos, que só não terão corado de vergonha porque lhes falta a noção do ridículo, entrincheirados que estão nas suas torres de marfim.
Prémio Nobel Literatura Bob Dylan Estocolmo Suécia Ocidente
Ver comentários