Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Carlos Rodrigues

As lágrimas do fogo

Dia após dia batem-se recordes de incêndios, há casas destruídas, aldeias cercadas, gente infeliz com lágrimas de fogo.

Carlos Rodrigues(carlosrodrigues@cmjornal.pt) 14 de Agosto de 2017 às 00:31
Multiplicam-se as imagens e os depoimentos de populações em desespero, afetadas pelas chamas, neste ano maldito em que tudo o que se disser sobre a estratégia de combate aos fogos esbarra na trágica evidência de pelo menos 64 mortos, em junho.

Dia após dia batem-se recordes de incêndios, há casas destruídas, aldeias cercadas, gente infeliz com lágrimas de fogo.

O heroísmo de tantos e tantos soldados da paz tem feito o possível pelo povo abandonado do interior.

Mas as decisões políticas, tomadas antes do verão, que reduziram a capacidade de resposta da proteção civil não têm perdão.

Os culpados vão ter de pagar.
incêndios acidentes desastres recordes aldeias lágrimas fogo
Ver comentários