Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
9
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

César Nogueira

Entregues aos bichos

As entidades requisitantes certamente agradecem a borla.

César Nogueira 26 de Agosto de 2017 às 00:30
A atualidade tem marcado a GNR por acontecimentos, insólitos. Recentemente, o Comando da Guarda decidiu que 23 Guardas Provisórios em excesso, face às vagas publicadas em 2016 deixariam de o ser, depois de ter sido gasto dinheiro na sua formação, depois de terem estagiado e a dias do compromisso de honra.

Ainda, um profissional da GNR ferido em missão na Grécia ficou retido um mês por burocracias, longe de cuidados adequados.

Por fim e não menos extraordinário, alguns Comandos têm suprimido folgas para dar resposta às numerosas festividades de verão, em regime de serviço de escala, quando me parece que é do senso comum que se deveria tratar de policiamento gratificado, requisitado e pago como tal.

As entidades requisitantes certamente agradecem a borla, o mesmo não se pode dizer dos profissionais que se veem privados dos seus descansos.

Não bastasse a escassez de meios humanos, a desgastante época de fogos e as férias, há que acorrer a festividades e iniciativas sem que motivos de segurança pública o justifiquem.

É uma postura de desrespeito para com o efetivo da GNR que em muito faz lembrar aquela humorística máxima popular: "Estamos entregues aos bichos".
César Nogueira opinião
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)