Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
1
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

César Nogueira

Uma GNR no limite

Faltam meios materiais, como um simples par de algemas.

César Nogueira 18 de Novembro de 2017 às 00:30
Atualmente na GNR a regra é a falta de regras! Não se cumpre sistematicamente o horário de trabalho em muitos locais, recorrendo-se a mil e um artifícios para "amarrar" os Guardas horas a fio a serviços, sem que alguma situação operacional o justifique.

Alteram-se folgas sem se consultar os visados e sem legitimidade para tal. Descontam-se horas acumuladas no banco de horas nos dias das férias, como se os dias de férias não fossem um direito adquirido.

A juntar a estas ilegalidades, que apesar de quase diariamente serem cometidas não têm consequências disciplinares para quem as pratica, existe uma tremenda falta de tudo: meios humanos onde são mais necessários; e meios materiais, como um simples par de algemas.

Se até há pouco tempo estávamos numa posição de reação, sem capacidade para a prevenção, agora, a continuar assim, caminhamos para a inoperância.

Para finalizar e não menos importante, a indefinição do descongelamento das carreiras e, consequentemente, dos níveis remuneratórios, considerando o possível "apagão" dos anos congelados, como se tivéssemos estado quase uma década sem trabalhar, agrava a desmotivação de todos nós, que nos sentimos desconsiderados e estamos a trabalhar no limite!
César Nogueira opinião
Ver comentários