Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
3
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Edgardo Pacheco

Compras para a ceia na Baixa do Porto

Nenhuma outra cidade tem tanta mercearia fina como o Porto. E clientes não faltam.

Edgardo Pacheco 23 de Dezembro de 2016 às 00:30
As minhas grandes comilanças festivas ocorrerão em São Miguel, mas alguns ingredientes estratégicos foram comprados no Porto. Não em Lisboa e não em lojas ditas gourmet, mas em várias mercearias no quarteirão do mercado do Bolhão. Alguns leitores poderão pensar que isto é mania minha retocada com uma boa dose de paranoia, mas aqueles que conhecem as mercearias de que falo sabem que o que digo é uma evidência. E não estou apenas a falar d’A Pérola do Bolhão. Estou a falar de outras lojas nas redondezas cujos nomes nem me lembro. Pouco importa. Se começarmos na Pérola, é só seguir pela rua Formosa e adjacentes que vamos ver montras de sonho.

E quando passamos a porta das lojas entramos no paraíso: bacalhaus de todas as formas e feitios (cabeços, por exemplo); frutos secos com tanta variedade que um tipo demora a escolher; leguminosas secas raras (cascas para acompanhar o famoso butelo); enchidos DOP de todo o país e um sortido de fumeiro que muito me ajuda a fazer boa figura no cozido da Furnas. Os pães, os queijos, os vinhos do Porto, a doçaria, o polvo de meia cura (essa preciosidade em vias de extinção) e até as couves pencas que assustam pelo tamanho e compõem o resto do cenário.

Em Lisboa, há ainda uma loja na Baixa parecida com esta realidade, mas no Porto ultrapassam a dezena. Não quero precipitar-me, mas acho que isso é assim porque, no Porto e arredores, a comida é um assunto mais sério do que em Lisboa. No Porto, gente da classe média de todas as idades gosta do convidar os amigos para umas jantaradas em casa. Já os lisboetas preferem juntar os amigos em restaurantes que abriram a porta no dia anterior.
São Miguel Lisboa A Pérola rua Formosa Porto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)