Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
8
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Cintra Torres

Estreia mundial em Alguidares de Baixo

Luta nobre: novela combate-se com novela. Falhados ‘Jardins proibidos’, a TVI lança ‘a Única mulher’ contra ‘Mar salgado’. E em estreia planetária!

Eduardo Cintra Torres 20 de Março de 2015 às 00:30

A nova temporada de ‘Guerra dos Tronos’ estreará em dezenas de países, mas cá na santa terrinha é que é à séria: a TVI anunciou a novela ‘A Única Mulher’ como ‘estreia mundial’. Parece que milhares de milhões de chineses e indianos não perderam pitada!

A estreia da novela teve muita audiência. Chegou a atrair quatro em dez espectadores, passando ‘Mar Salgado’ na SIC, que não descansou este domingo. Fizeram os espectadores bem: em geral, o primeiro episódio das novelas é o melhor. Depois…

O acidente que matou 10 pessoas dum reality show francês gravado na Argentina não resultou, como noutros casos, de incúria da produção. Foi um acidente entre helicópteros, ainda por explicar. Fazer dele resultado do "mal" da TV é moralismo sem ética.

Em directo, a jornalista libanesa Rima Karaki pôs em sentido um xeque islâmico que não a queria deixar falar por ser mulher. A profissional somou um pequeno passo na luta do presente contra o passado: "Ou há respeito, ou a conversa acabou." E acabou.

A manifestação "Não tap os olhos" reuniu "centenas de pessoas", segundo as TV. Eu contei duzentas. Os drones, novidade tecnológica, permitem ver as manifes do ar, contar a multidão. Os jornalistas da TV também os podiam ter contado neste caso.

No Brasil, duas ondas de manifestações, a favor e contra o poder de Brasília por causa da corrupção. As manifes no Brasil desde 2013 mostram a opinião pública a impor-se aos media e ao poder político. Uma espécie de 25 de Abril, de baixo para cima. 

Ver comentários