Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
6
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Eduardo Dâmaso

‘Cholismo’ viking

Contra estes vikings melancólicos todo o cuidado é pouco.

Eduardo Dâmaso(eduardodamaso@sabado.cofina.pt) 13 de Junho de 2016 às 00:30
O dentista que está como treinador da seleção da Islândia, Heimir Hallgrímsson, é um herói nacional no país de apenas 300 mil habitantes, que leva banqueiros e ex-primeiros-ministros ao banco dos réus.

Heimir Hallgrímsson segue quase com fanatismo os métodos de trabalho de Diego Simeone, ‘El Cholo’, e saiu-se muito bem na fase de qualificação.

O seu ‘cholismo’ afastou a equipa da Holanda e fez da Islândia uma seleção que tem no trabalho, na capacidade de luta, no espírito guerreiro – que honra os antepassados vikings -, numa organização defensiva impecável e num contra-ataque raro, mas mortífero, as grandes armas.

É claro que tudo isso será muito pouco se Cristiano Ronaldo, Ricardo Quaresma, Nani e o fabuloso meio-campo da seleção nacional estiverem a carburar bem e em pleno.

Mas que estes islandeses ‘cholistas’ despertam memórias nefastas de uns gregos ultradefensivos e mortais nas poucas vezes que iam ao ataque, lá isso é verdade.

Por isso, contra estes vikings melancólicos mas determinados, todos os cuidados são poucos. Sobretudo se não quisermos voltar a cair numa espécie de labirinto grego.
Islândia Heimir Hallgrímsson Diego Simeone El Cholo Holanda Cristiano Ronaldo Ricardo Quaresma futebol
Ver comentários