Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
7
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

F. Falcão-Machado

Esperando...

Não é de estranhar a unidade patenteada pelo G7.

F. Falcão-Machado 12 de Junho de 2015 às 00:30
Nada de inesperado emergiu da reunião anual do G7, o grupo dos sete países mais poderosos do mundo ocidental, sucessor do G8 após o afastamento da Rússia. Reunidos na Baviera, Alemanha, no passado fim de semana, os líderes desses países limitaram-se a abordar temas que não terão provocado grande controvérsia: as sanções contra a Rússia por causa do conflito ucraniano; a questão da dívida grega; a luta contra o terrorismo, etc.

Por isso, não é de estranhar a unidade patenteada pelo G7 no seu comunicado final. Mais significativa foi porventura a reiterada declaração de solidariedade entre a Alemanha e os EUA, o que permite supor o bom andamento das negociações da Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento (TTPI) que tão cara é ao Presidente Obama.

Igualmente importantes, embora algo ambíguos quanto aos meios de os concretizar, foram os objetivos definidos para defesa do clima: redução do ritmo do aquecimento terrestre e diminuição das emissões de CO2.

Esperemos pela Conferência Sobre o Meio Ambiente que se realiza em dezembro, em Paris, para ver o resultado de tão bons propósitos. 
Esperando estranhar unidade patenteada
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)