Barra Cofina

Correio da Manhã

Colunistas
2
Piloto morre em corrida de motos no Estoril

Fernanda Palma

Orelhas grandes

Num programa de televisão, uma criança foi ridicularizada pelas suas orelhas.

Fernanda Palma 10 de Maio de 2015 às 00:30

A Escola protestou, e bem, contra os efeitos devastadores da "brincadeira" na criança, que tem, aliás, necessidades especiais de ensino. Mas é a lógica do programa que merece ser discutida, para além deste caso. É de rejeitar um concurso que ponha em causa o valor de cada pessoa e atribua ao vencedor o papel de produto perfeito.

Nestes programas, pretende-se escolher alguém que reúna os talentos que interessam ao mercado. Assim sucede nos concursos "artísticos", que utilizam e fazem sofrer as pessoas: primeiro, os vencidos; depois, com frequência, os vencedores. No filme ‘Bellissima’, Visconti retrata o sofrimento amargo de uma mãe (Anna Magnani), que não consegue tornar a filha um produto apreciado pela indústria cinematográfica.

Num momento em que Portugal não consegue formular metas de futuro para os jovens, não tem sentido procurar ídolos apetecíveis para o mercado. Em vez disso, devemos procurar novos caminhos e soluções que reforcem a participação dos jovens na vida social, contribuam para o seu bem-estar, promovam a sua realização pessoal e lhes permitam revelar os seus talentos, vergando a dura inflexibilidade do mercado.

Se as orelhas grandes de uma criança se tornam o tema privilegiado de um programa de televisão, então estamos perante um enorme deserto cultural. Grave, no entanto, é a falta de alternativas a estes mercados que vivem dos estereótipos. E também é particularmente grave a ausência de programas e atividades que coloquem as pessoas no papel de participantes e não de meros instrumentos do divertimento alheio.

O Direito não pode regular todas as situações sociais, embora não possamos menosprezar, pelo menos em termos de responsabilidade civil, os danos morais infligidos numa criança de modo tão gratuito. A criança ofendida merece que lhe digamos que as orelhas grandes são parte da sua identidade e a tornam especial. Tão especial, que impedem que ela se torne um produto num mercado de oferta cultural limitada. 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)